Translate

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

sem perdão

Não me peças perdão
Aquilo que me fizeste sofrer
Não me fales em ilusão
Não é com essa desculpa que me vais convencer

Tu sempre foste assim louca demais
E eu por te amar fui perdoando tuas loucuras
Mas agora não te perdoo mais
Cansei me das tuas aventuras

Nunca foste capaz de me amar
Da mesma maneira que eu te amei
Mas sempre me conseguiste iludir
E eu acabei por acreditar

Mas agora por mais que te ame
Como te posso eu perdoar
Se os lábios de outro homem
Eu te vi tocar

Dói demais esta tua traição
Ferida que sangra em meu coração
Agora não posso fazer mais nada
O que tu fizeste não tem perdão…



fim
poeta puma 69
livro nº38 dá me um momento




Sem comentários:

Enviar um comentário